Francisco Leal

SONOPLASTIA / DESENHO DE SOM

"Sound Design": novas competências

Com a introdução do conceito de Sound Design no cinema, surgem significados substancialmente diferentes, de áreas distintas e especifidades diversas:

Sound Designer
Segundo terminologia do cinema (Hollywood), é um dos elementos da equipa artística, assim como o director de fotografia, figurinista, cenógrafo, aderecista, efeitos especiais e outros, que trabalha com o realizador no desenvolvimento do conceito geral da estética de som, nos diálogos e nos efeitos sonoros, comunicando com o compositor, criando e editando sons individuais, coordenando ainda os processos de trabalho e os objectivos dos vários departamentos, incluindo a ‘bruitage’ (Fr.) ou ‘Foley’ (EUA), a dobragem de diálogos ou ‘ADR’ - Automatic Dialogue Replacement (EUA). Ao contrário do chefe do departamento de som de um estúdio, o ‘sound designer’ não é somente um coordenador mas também a força central criativa. Esse conceito sonoro sobre o filme está relacionado organicamente com a narrativa e as necessidades temáticas do filme, e tem uma integridade em que todos os processos decorrentes, da rodagem à pós-produção e mistura final, deverá estar centrada numa pessoa – o sound designer. É ele que desenvolve um estilo, explora as possibilidades expressivas do som, cria ligações dramáticas entre personagens, locais e objectos através de elementos sonoros, alargando a resposta emocional do filme através da súbtil transformação do material sonoro, moldando-o.

Sound Effects Designer
Criação efeitos sonoros.

Sound System Designer
Especificação de um sistema de sonorização - P.A., (Public Adress) para uma sala ou para um evento, dimensionando-o de acordo com a capacidade de público no recinto e a sua acústica e de acordo com as necessidades especificas desse evento, coordenando a montagem e afinação desse sistema.